Bulimia e Anorexia: como identificar se o seu filho tem algum desses transtornos

Conforme os filhos vão crescendo e entrando na puberdade, é natural que se tornem mais preocupados e conscientes do seu corpo. A vaidade começa a aparecer e os cuidados também. Essa é uma hora em que pais precisam estar atentos a preocupações em excesso ou mesmo comportamentos obsessivos em relação a aparência, principalmente aqueles relacionados à alimentação.

Dados internacionais estimam que os transtornos alimentares podem afetar até 10% dos jovens no mundo. E entre os transtornos mais frequentes, estão a Bulimia e a Anorexia, esta última, a doença psiquiátrica que mais mata no mundo.

A bulimia e anorexia são distúrbios alimentares, cujos casos vêm aumentando principalmente em adolescentes do sexo feminino. Como pais podem ajudar a combatê-las? Quais sinais você deve ficar atento para identificar se algum dos seus filhos está sofrendo com esses distúrbios? É hora de saber um pouco mais sobre esses transtornos.

# Entendendo a Bulimia e a Anorexia

Para começar, é importante entender que bulimia e anorexia são transtornos nos quais a pessoa apresenta obsessão pela magreza excessiva e faz de tudo para perder o máximo de peso. Confira as principais diferenças entre os dois transtornos:

Anorexia

Bulimia

O que é: 

A anorexia nervosa é um transtorno onde a pessoa não ingere uma quantidade indicada de alimentos para suprir as necessidades nutricionais de calorias, proteínas, vitaminas e minerais.

Geralmente, o doente diminui o número de refeições, passa longos períodos em jejum ou quando come, opta sempre por alimentos com baixa caloria.

O resultado final é a perda excessiva de peso com grandes consequências psicológicas e no funcionamento do organismo.

As principais características da bulimia são a compulsão alimentar seguida de um método nada saudável para retirar do organismo todo o alimento ingerido, provocando vômitos, ingerindo medicamentos laxantes e praticando exercícios físicos de forma excessiva. Na maioria dos casos, a pessoa com bulimia nervosa apresenta peso ideal (de acordo com o IMC), mas por não conseguir conter sua compulsão alimentar, sente-se culpada por comer e busca meios de perder o peso ganho ou até mais.

Consequências:

Queda de cabelo e da temperatura do corpo, ressecamento das unhas, perda de tecidos ósseos e irregularidades cardíacas. Nas mulheres, a doença pode desencadear interrupção do ciclo menstrual e infertilidade.

A falta de nutrientes leva à osteoporose, irregularidades cardíacas, queda de cabelo e da temperatura do corpo e ressecamento das unhas, além das dores abdominais, inflamações anais e descontrole intestinal.

 

Como identificar:

Os sinais mais visíveis para se detectar o problema são:

  • Não se alimentar na frente de outras pessoas;
  • Dizer que já comeu ou ainda vai comer;
  • Mesmo muito magra(o) ainda agir como se estivesse em dieta, controlando as calorias dos alimentos que ingere e revelando medo excessivo de engordar;
  • Afastar-se das pessoas, tornando-se desconfiada e agressiva; entre outros.

 

A adolescência é marcada pelo crescimento físico e pelo aprimoramento intelectual dos jovens, no qual os ossos crescem, o cérebro ganha massa e o coração acaba bombeando sangue mais forte para alimentar todas essas mudanças. Se o número de calorias ingerido acaba sendo menor do que o ideal ou necessário, o corpo do adolescente fica mais suscetível a danos físicos e intelectuais, como osteoporose e problemas cognitivos. Ou seja, toda atenção nessa fase é essencial. Se você notar alguma alteração significante no seu filho, talvez seja hora de procurar ajuda profissional.




 

Summary
Article Name
Bulimia e Anorexia: como identificar se o seu filho tem algum desses transtornos
Description
Conforme os filhos vão crescendo e entrando na puberdade, é natural que se tornem mais preocupados e conscientes do seu corpo. A vaidade começa a aparecer e os cuidados também. Essa é uma hora em que pais precisam estar atentos a preocupações em excesso ou mesmo comportamentos obsessivos em relação a aparência, principalmente aqueles relacionados à alimentação.

Deixe abaixo seu comentário

comentários

Share this post

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *