Como ensinar programação para crianças?

Ensinar programação para crianças é pensar que nós já vivemos uma era tecnológica e, quando elas forem adultas, os avanços nessa área serão ainda maiores.

 

Então, esse ensino desde a infância as prepara para uma sociedade totalmente tecnológica, além de incentivá-las a ir em direção a esse mercado de trabalho tão promissor.

 

Neste artigo, nos propomos a aprofundar a questão de como ensinar programação para crianças, além de mostrar as habilidades que esse estudo dá aos pequenos, como esse ensino pode ser repassado a eles e algumas linguagens de programação que podem atraí-los. Acompanhe!

Qual a importância de ensinar programação para crianças?

Ensinar programação para crianças é importante porque essa é uma necessidade do mundo atual em que vivemos e, sem dúvidas, será uma necessidade cada vez maior conforme elas crescem.

 

Portanto, ensiná-las essa linguagem tecnológica desde cedo as prepara para um futuro em que tudo será mais voltado à tecnologia do que é agora, seja em sociedade ou no mercado de trabalho.

 

E ensinar programação para crianças permite que elas consigam desenvolver mais conhecimentos de forma natural e se interessarem mais pelo assunto, afinal de contas, elas estão numa fase da vida em que tudo é aprendido mais fácil.

Quais habilidades são desenvolvidas pelas crianças que aprendem a programar?

Crianças que aprendem a programar desenvolvem habilidades como: raciocínio lógico, persistência, autoconfiança, criatividade, organização pessoal, domínio do inglês e até mesmo melhora na escrita.

 

Abaixo entramos em mais detalhes sobre cada um desses pontos. Confira!

 

Raciocínio lógico

A programação envolve diversos comandos e sequências, pois trabalha a relação causa-consequência, portanto, o raciocínio lógico é exercitado desta maneira.

 

Além do mais, computadores tem uma lógica algorítmica, com passos a serem feitos para determinar o fluxo de execução.

 

Ao se aprofundar nessa lógica algorítmica, o desempenho do seu filho aumenta em disciplinas como matemática.

Persistência

Quando a programação para crianças começa a ser ensinada, elas percebem que os códigos nem sempre funcionam de primeira.

 

Porém, é preciso seguir com persistência para encontrar soluções, resistindo e buscando novos caminhos para enfrentar esse problema.

 

E isso é essencial para o seu filho levar até mesmo para a vida adulta, afinal, nem sempre as situações estão ao nosso favor e é preciso saber lidar com esses imprevistos e achar soluções.

Autoconfiança

É fato que a solução de problemas na área da programação não são as mais fáceis, porém, assim que eles são solucionados, o seu filho se sentirá confiante e cada vez mais preparado.

como explicar programação para crianças

 

E essa autoconfiança ajudará também na autoestima dele, provando que ele é capaz de aprender tudo e driblar desafios!

Criatividade

Engana-se quem pensa que a programação é um campo tedioso e que sempre faz mais do mesmo.

 

Nesse ramo, inovar é preciso e seu filho pode sempre criar algo novo, fora do comum e encontrar caminhos que ainda não foram descobertos, sempre usando a sua própria imaginação.

Organização pessoal

Para a programação para crianças e adultos dar certo, é preciso ser organizado, pois o pensamento lógico e bem ordenado é uma das características dessa área.

 

E se isso é exigido para cumprir as etapas de uma atividade de programação, não tenha dúvidas que a organização e ordenação serão levados pelo seu filho para a vida pessoal dele.

Domínio do inglês

O inglês é o idioma usado na programação para computadores, sendo assim, seu filho terá mais contato com essa língua enquanto aprende a programar.

 

Assim, pouco a pouco ele começa a entender o significado das palavras que são inseridas em códigos que ele irá escrever, aprimorando seu conhecimento em uma segunda língua.

Melhora na escrita

Embora a programação para crianças seja uma área de Ciências Exatas, ela também traz benefícios para a área de Ciências Humanas, como para a escrita.

 

Com a programação, a escrita também é trabalhada e embora seja de forma mais técnica, computadores exigem um texto mais lógico e compreensível, o que irá aprimorar a produção de textos de forma geral. 

Como as crianças podem aprender a programar?

As crianças podem aprender a programar com cursos livres de programação que são específicos para os pequenos, geralmente oferecidos por instituições especializadas.

 

Essas instituições têm uma metodologia específica para ensinar programação a crianças, com auxílio de profissionais mais didáticos e lúdicos, para esse assunto não ser um estudo maçante.

 

Nessas aulas, é comum que crianças comecem com projetos pequenos de programação, que enquanto ensinam a eles sobre a tecnologia, englobam outros aprendizados de forma mais simples, para tornar a compreensão mais clara e próxima do mundo deles.

 

Aos pequenos, as aulas de programação em instituições especializadas geralmente tem um caráter de jogo para eles, enquanto por trás daquela brincadeira o raciocínio lógico e a linguagem de programação são ensinados.

 

Com quantos anos começar a ensinar programação para crianças?

As crianças podem começar a aprender programação a partir dos cinco anos de idade.

 

Isso porque as atividades ensinadas nessa área podem ser mais difíceis de compreender por parte de crianças menores, que ainda não são tão desenvolvidas.

 

E mesmo as aulas para crianças a partir de cinco anos precisam envolver elementos visuais e lúdicos, fugindo um pouco do ensino convencional.

 

No mais, as aulas de programação para crianças melhoram o desempenho do aluno em outras disciplinas escolares, conforme falamos acima, pois habilidades de escrita e matemática são desenvolvidas nessas aulas.

benefícios de ensinar programação para crianças

Principais linguagens de programação para crianças

As principais linguagens de programação para crianças são: Java, Phyton e Ruby. 

 

Entenda melhor cada uma delas na sequência.

Java

Java é uma linguagem de programação considerada difícil, mas aqui o truque é ensinar primeiro ela, para que as outras linguagens sejam mais simples de aprender.

 

Além disso, o Java é uma linguagem muito similar a C e C++, com a diferença de que tem mais funcionalidades para programações mais complexas.

Pyhton

A Phyton é uma linguagem criada na década de 1990 e é bem próxima dos idiomas.

 

Ela é comum de ser usada em jogos, inteligência artificial e sistemas operacionais, sendo completamente moderna e intuitiva.

Ruby

Para iniciantes, a Ruby é uma linguagem mais fácil de ler e entender, justamente por isso é a mais recomendada para crianças que ainda não sabem nada de programação.

 

No mais, a Ruby é uma linguagem popular na área, usada para criar a rede social Twitter.

 

Gostou de conhecer os benefícios da programação para crianças? Você já conhecia? Conta pra gente!

Conclusão

Com esse artigo, nós queríamos mostrar a você como é importante ensinar programação a crianças, afinal, essa é uma necessidade do mundo atual em que vivemos e será uma necessidade cada vez maior conforme elas crescem.

 

Assim, ensinar a linguagem que cria novas tecnologias prepara os jovens para um futuro em que tudo será mais tecnológico do que agora, tanto na sociedade como no mercado de trabalho.

 

No mais, diversas habilidades são desenvolvidas por crianças que aprendem a programar, como:

 

  • raciocínio lógico;
  • persistência;
  • autoconfiança;
  • criatividade;
  • organização pessoal;
  • domínio do inglês;
  • melhora na escrita.

Comentários do Facebook

Deixe um Comentário