Castigo funciona? Conheça as melhores práticas para disciplinar seu filho

Estudos apontam que castigar os filhos com o uso de violência pode afetar a saúde e o comportamento dos mesmos para o futuro.

Porém, qual é a melhor maneira de educar uma criança?

A melhor forma de disciplinar seu filho e que precisa ser construída desde cedo é a com base no diálogo e sobre as consequências de suas ações. Assim, a criança aprende sobre limites e comportamentos adequados para uma boa convivência familiar – e também social – sem o prejuízo de seu desenvolvimento.

O principal é ensinar, através de uma abordagem em que não haja violência, de que existem limites e acordos que não devem ser quebrados. Confira algumas das práticas mais eficazes, lendo nosso artigo!

Boas práticas que vão ajudar a disciplinar seu filho

Estabelecer um diálogo aberto com a criança

Conforme apontamos na nossa apresentação, é extremamente importante que haja uma rotina de conversas entre pais e filhos. Até mesmo quando o pai ou a mãe estiverem cansados após um dia exaustivo.

Se preciso, crie uma agenda com tempo certo para isso, seja ao jantar ou antes de ir deitar. Aproveite para começar perguntando como foi o dia do seu filho, mas sempre lhe dando a oportunidade de falar e mostrando interesse no diálogo, sem julgar ou criticar.

Destaque situações positivas, sempre que oportuno!

Mostrar atenção aos bons comportamentos dele

Se os pais chamarem a atenção apenas quando os filhos se comportarem mal, a tendência é de que a criança aprenda que os maus comportamentos dele são as melhores formas de conseguir a atenção de seus pais.

Sendo assim, sempre que seu filho fizer ou tentar fazer alguma coisa bacana, seja um simples gesto, como o de preparar a mesa para a sua lição de casa, dê a ele a devida atenção e trate o gesto com carinho e atenção positiva!

Seu filho com certeza perceberá que a melhor forma de conseguir a atenção é através de seus bons comportamentos.

Promover a autonomia e responsabilidade de seu filho

Incentive e condicione seu filho a realizar tarefas de sua rotina por si só, mesmo que sejam difíceis no começo para ele. Como, por exemplo, vestir-se de manhã para a escola.

Isso desenvolverá questões como autonomia e responsabilidade. Dê a ele instruções curtas e simples para a realização das tarefas, ajudando-o no que for preciso.

Sempre mostre a devida atenção positiva quando ele terminar de concluí-las, seja com um elogio, um beijo ou um abraço carinhoso.

Estabelecer regras bem claras que sejam eficazes

Crie algumas regras que sejam efetivas e ajudem no dia a dia familiar. De forma que seu filho fique esclarecido que novas regras, sempre que criadas, precisam ser cumpridas.

É preciso, no entanto, explicá-las de forma simples, clara e sucinta. Certificando-se que seu filho compreendeu tudo o que se espera dele – sempre com tom empático e positivo.

Destacamos que: é necessário que pais e filhos se conheçam bem para que todos os combinados e diálogos também funcionem bem!

E isso só se consegue com bastante conversa e convivência, que são os ingredientes perfeitos para a educação infantil.

Gostou do nosso conteúdo? Que tal conhecer mais sobre ciúmes entre irmãos, o que fazer para amenizar!

Campanha Relâmpago Natal Ripio

Comentários do Facebook

Deixe um Comentário