Como ajudar os pequenos a lidar com a perda?

Ter que explicar para o seu filho sobre a morte de algum parente ou animal de estimação ou até mesmo a perda do brinquedo preferido, pode não ser uma tarefa fácil e que requer psicologia e muito afeto, pois os efeitos dessa perda podem ser diversos.

Para lidar com o luto infantil, os pais precisam ter a consciência de que seu pequeno pode apresentar uma série de sentimentos e reações. Desta forma, é extremamente importante estarem preparados a prestar o suporte necessário a fim de auxiliar a criança a seguir em frente da melhor maneira possível.

O que não se pode fazer, em hipótese alguma, é tentar abafar sobre o assunto dentro de casa, pois em algum momento seu filho irá saber e tentar processar tudo de um jeito ou de outro. E quanto mais informações ele receber de você, menos sofrido será seu luto.

Mostraremos no nosso artigo como lidar com esse assunto de diferentes formas e situações. O importante, acima de tudo, é eliminar as crenças erradas, pois cada criança terá sua maneira de entender esse processo de perda.

Como ajudar as crianças a superar o sentimento de perda?

E como ajudá-las a lidar com esse sentimento de falta daquele ente querido que, de repente, não estará mais presente como antes em sua vida?

É importante ser claro com os pequenos nesse momento, e não ter medo ou receio de que eles sofram ao saber a verdade. Esse gesto irá ajudá-los a aprender a ter que lidar com as perdas e com as grandes emoções que envolvem esse tipo de situação.

Acompanhe algumas dicas que podem ajudar na hora de auxiliar seu filho a compreender da melhor forma tudo isso.

Ajude-o a lidar com o luto, reconhecendo a realidade da morte

O período de luto infantil normalmente é um pouco diferente do período dos adultos. Sendo assim, suas necessidades também.

Como as crianças enlutadas possuem uma capacidade de entendimento desse período diferente das dos adultos, é normal começarem a surgir questionamentos. O importante é mostrar que não há uma resposta certa para isso e que cada pessoa possui uma crença que faça sentido para explicar o que houve.

Nesse momento, deve-se evitar frases com duplo sentido para não confundir a criança. Algo como, o parente ou bichinho de estimação foi viajar ou que está em um sono profundo, pois pode gerar efeitos traumáticos e frustrantes para o pequeno.

Permita que o pequeno sinta a dor da perda

Como toda criança não sabe ao certo como esconder seus sentimentos, visto não fazer parte de sua natureza reprimir ou camuflar o que sente, aproveite e deixe que ele vivencie seus sentimentos, encorajando-o a colocar em palavras o que está sentindo.

Isso é perfeitamente saudável e positivo!

O importante aqui é que os pais mostrem que estão sentindo o mesmo e que ele não está sozinho.

Relembre a pessoa que partiu

A regra aqui é: nunca peça para que seu filho simplesmente esqueça do ocorrido. Esse é um erro muito comum de acontecer.

Querer remover qualquer recordação do ente querido ou pet para evitar que ele sofra pode parecer ser o ato certo a se praticar. Porém, o ideal é incentivar as lembranças de momentos bons e agradáveis.

Tudo isso fará com que todas as recordações sejam positivas!

Estimule a criança, fornecendo e mostrando apoio

É normal que a criança se sinta perdida e triste com essa ausência em sua vida, então, é primordial mostrar que ela não está sozinha. Como? Conversando bastante com ela, e prestando todo o apoio necessário para que ela não se sinta abandonada.

Com o tempo, ela irá digerindo toda essa dor e entendendo melhor tudo o que houve.

Visto que essa perda pode ser um processo longo, é essencial que o pequeno se sinta amado e com o apoio necessário garantido.

Todo esse suporte emocional poderá transformá-lo em um adulto mais saudável!

Desta forma, como acontece com os adultos, seu pequeno irá perceber que a ausência do ente querido na sua rotina faz parte de um processo natural e que pode ser compreendido e superado naturalmente.

Gostou do nosso conteúdo? Saiba mais então sobre 6 Atividades e Cursos para o seu Filho se Desenvolver!

Campanha Relâmpago Natal Ripio

Comentários do Facebook

Deixe um Comentário