O que é qualidade de vida e como garanti-la!

A ideia de Qualidade de Vida está presente, mais do que nunca, em nosso dia a dia. São várias dicas pontuais, listas, conselhos e truques, mas será que realmente devemos seguir todas essas sugestões?

Não mais do que seguimos conselhos sobre como um novo corte de cabelo pode nos deixar mais atraentes!

Isso porque Qualidade de Vida, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) é “a percepção do indivíduo de sua posição na vida no contexto da cultura e sistema de valores em que vive e em relação aos seus objetivos, expectativas, padrões e preocupações”, ou seja, é uma escolha pessoal, baseada na forma como vemos e desejamos que seja a nossa vida.

Sendo assim, por mais atraentes que essas dicas possam ser, é preciso, antes de qualquer coisa avaliar se elas se adequam ao que você considera que vai acrescentar qualidade à sua vida!

Defina o que é qualidade para a SUA vida!

Antes de sair seguindo conselhos de revistas e especialistas, pense bem sobre a sua vida. Entenda o que te faz feliz, o que te completa, quais os seus objetivos, e o quão longe você percebe estar disso tudo. Só assim você poderá selecionar o que se aplica a você ou não.

Divida sua vida em blocos

Uma atitude simples pode te ajudar muito na hora de entender o que vai trazer mais qualidade para você. Pense na sua vida em blocos como vida pessoal e profissional, individual e coletiva, familia, amigos, cônjuge e filhos, há uma infinidade de possibilidades, mas elencar algumas para se orientar pode ser o grande truque!

Com isso, você poderá focar nos aspectos que você considera mais deficientes quando se pensa no assunto e poderá criar prioridades para trabalhar cada questão ao seu tempo com mais clareza e objetividade.

E não esqueça de pensar no lazer e diversão! Fazer esta análise da sua vida apenas com os pontos práticos pode causar o efeito contrário e te deixar cada vez mais insatisfeito com você mesmo! Pense em atividades que incluam pessoas importantes para você!

Coloque metas para você mesmo!

Uma vez que você definir quais são os pontos nos quais você precisa trabalhar, é o momento de traçar uma rota até o seu objetivo, criando planos de ação e pensando quais os próximos passos.

Perceba que é muito provável que muitos assuntos podem envolver outras pessoas, como pais, filhos, cônjuge, amigos e que é importante que estas pessoas façam parte dos seus planos nos momentos adequados. Se eles fazem parte dessas metas, não é interessante que eles não estejam a par do que influencia a vida deles, então compartilhe essas metas com eles e veja como podem contribuir e se tornarem mais unidos!

Mantenha os pés no chão!

Criar metas e planos para ser mais feliz e ter mais qualidade de vida não significa deixar seus desejos comandarem todas as suas ações, afinal somos responsáveis por diversas questões que não estão diretamente ligadas com estas metas.

Precisamos ter a sensibilidade para fazer qualquer adaptação sem nos desbalancearmos e acabar “descobrindo um santo para cobrir outro”.

Evite as transferências!

Lembre sempre que Qualidade de Vida é algo muito pessoal e, mesmo que envolva outras pessoas, precisamos respeitar limites, então, avalie se não está transferindo seus desejos para outras pessoas. Isto é muito comum com pais, que tentam realizar seus sonhos através dos filhos e acabam impondo algumas regras que atropelam a autonomia e desejos que não são seus.

Separe o que é seu, o que é dos outros e o que pode ser feito em conjunto, principalmente com seus filhos. Pense que, apesar de serem responsabilidade sua, eles também tem desejos e objetivos a felicidade deles pode não seguir o mesmo os seus planos, mas você também faz parte deles e é responsável por criar as condições para que sejam felizes e busquem o que desejam!

Gostou do conteúdo e quer saber mais dicas para a sua qualidade de vida e de sua família, que tal ler nossos artigos sobre alimentação para começar?

[contact-form-7 404 "Not Found"]

Comentários do Facebook

Deixe um Comentário