Como ensinar responsabilidade para os seus filhos

O maior desafio dos pais é educar os filhos para torná-los cidadãos conscientes e independentes, repletos de valores e virtudes. Essa busca requer determinação, foco e amor, pois a trajetória é longa e, por vezes, difícil.

Nem sempre você vai acertar ou saber o momento ideal para falar ou ensinar determinadas coisas. Os pais também erram, mas isso faz parte da experiência, afinal, é assim que se aprende; o crescimento é conjunto.

Mas existem orientações que possibilitam mais leveza e excelentes resultados na educação das crianças. Confira algumas dicas valiosas.

O ponto de partida é saber que, para cada fase, há um jeito de conduzir a questão da responsabilidade. Aqui você confere todos os detalhes de cada período de vida, mas os pontos cruciais são:

0 a 6 meses: incentive o bebê a pegar brinquedos da própria idade e coloque-o para dormir de forma que pegue no sono sozinho, sem depender do colo ou da mamadeira.

6 meses a 1 ano: você já pode incentivá-lo a realizar algumas tarefas sozinho, como pegar a própria mamadeira da sua mesinha, segurar seu copo e pegar a comida com as próprias mãos.

A partir de 1 ano: ensine-o a guardar os próprios brinquedos após o uso.

Dois anos: hora de iniciar as tentativas de tirar a fralda.

Mais de três anos: deixe-o caminhar sozinho (sob sua supervisão). Outras tarefas mais complexas se iniciam a partir dessa idade. Saiba quais são.

  • Vestir-se sozinho: dê assessoria quando necessário, mas deixe que ele se responsabilize;
  • Organizar o quarto: mostre onde fica cada coisa e ensine-o como arrumar a cama;
  • Recolher os brinquedos: combine com ele que após acabar de brincar, é necessário colocar todos os brinquedos no lugar;
  • Cuidar da casa: peça ajuda para arrumar a mesa, recolher roupas sujas, retirar o lixo e cuidar dos animais de estimação;
  • Hora de determinadas tarefas: mostre para ele que tudo tem seu tempo e que respeitar o horário das refeições, por exemplo, é algo sagrado, e não um momento de brincar, mexer no celular ou andar pela casa. Pode ser difícil, mas o esforço valerá a pena;
  • Banho: ensine-o a tomar banho, como se limpar e se enxugar. Incentive-o a deixar o banheiro sempre organizado;
  • Hora de começar e terminar: é essencial que a criança receba limites. Andar de bicicleta, jogar videogame, assistir à televisão e outras atividades precisam ter hora de começar e acabar, e você é quem define, não ele.

Além de estabelecer regras e incentivar a autonomia do seu filho, é preciso ensinar valores humanos. E a melhor forma de ensinar é dando o exemplo. Não dá para cobrar certas atitudes das crianças se elas não possuem referência dentro de casa. Lembre-se, também, que a escola é um local de aprendizado, mas as virtudes nascem do relacionamento com a família.

Portanto, demonstre sempre que possível:

  • Respeito e amor aos animais;
  • Responsabilidade financeira;
  • Ações sustentáveis;
  • Respeito ao próximo;
  • Palavras generosas: “obrigado”, “bom dia”, “boa tarde”, “boa noite”, “com licença”, “por favor”;
  • Caridade e solidariedade;
  • Gentileza;
  • Gestos e palavras amorosas.

O diálogo é o pilar da relação de vocês. Abra o canal de comunicação com o seu filho para que ele se sinta à vontade para realizar perguntas e conversar sobre diversos temas com você. Também converse com ele a respeito da importância dos estudos e incentive a leitura. O conhecimento é transformador!

Falando nisso, gostaria de saber mais sobre como criar sua criança da melhor maneira possível? Confira este material “Tudo o que vocês precisam saber para se tornarem os melhores pais do mundo”!

Ebook 39 dicas revolucionarias para pais com filhos em idade escolar

Comentários do Facebook

Deixe um Comentário